Artigo científico: O papel das apps na experiência do consumidor nos festivais

Os smartphones e as aplicações estão a mudar radicalmente os hábitos sociais e o consumo e vivência de experiências. Os festivais de música não são excepção a esta tendência.


Nos últimos anos as aplicações têm-se tornado uma realidade neste tipo de eventos que oferecem várias funções como a planificação dos concertos; mapas dos recintos; informações sobre horários e palco; transportes disponíveis; venda de bilhetes ou informação de locais de venda de bilhetes; ligação a redes sociais e email, entre muitas outras soluções.​

Créditos: Maria Ortiz (Lisb/On)


As aplicações têm a particularidade de potencialmente influenciarem os festivaleiros e alterarem a experência do evento.


O artigo aborda a dicotómica questão do papel que as aplicações estão atualmente a desempenhar nos festivais de música e analisa a sua relação com as necessidades dos festivaleiros.


O estudo da APORFEST "Perfil do Festivaleiro e Ambiente social nos festivais em Portugual" identificou, no ano de 2014, uma desatenção do público para com as aplicações, não se servido estes das aplicações perante o seu intuito principal.



Artigo disponibilizado na íntegra, na área reservada a associados do site.

Luxford, A. and Dickinson, J.E. (2015): The role of mobile applications in the consumer experience at music festivals. Event Management, 19(1), 33-46.

#apps