Festival Vilar de Mouros - o "berço dos festivais": novo adiamento? [atualizado]

22/02/2016

Vilar de Mouros foi um dos primeiros festivais de música portugueses, com a primeira edição no longíquo ano de 1971, a par do Cascais Jazz. A história ficou, o mito propagou, e ficou um festival cheio de histórias e mística mas que apenas teve 12 edições até este ano - oito delas consecutivas.

 

Vários foram os promotores (a título individual ou coletivo), consórcios e forças institucionais ou até solidárias envolvidas mas o festival parece hoje já não conseguir ter o mesmo impacto, não em termos de notoriedade mas em termos de diferença e valor acrescentado que gera para o público presente e para as marcas que nele parecem (não) querer estar. Por este evento, já passaram nomes como: U2, Elton John ou Iron Maiden.  

 

A Música no Coração (entidade promotora que organiza alguns dos maiores festivais com naming sponsor portugueses) apesar de anunciar em 2015 uma edição para o corrente ano de 25 a 27 de agosto, já indicou que se não existirem verbas suficientes advindas de patrocinadores, o festival não avançará por eles delegando responsabilidade para a sua execução no Municipio de Caminha, Metrónomo e Probability Makers (entidades indicadas inicialmente num consórcio), De referir que em agosto ocorre no município, mais uma edição do Paredes de Coura, percebendo até que ponto será possível comportar dois festivais em datas semelhantes.

 

Para já, a nível de comunicação, o festival não tem redes sociais ou sites oficiais ativos.

 

 Arquivo JN

 

 

Please reload

Notícias em destaque

TALKFEST'20 | Quarta vaga de oradores; Falta uma semana para o fim das candidaturas aos Iberian Festival Awards

November 13, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo