Uma aplicação que não é apenas Chat(a). Entrevista: Gianluca Pereyra (Business Developer Jesbee)

13/04/2016

E se ao chegarmos a um festival, nos fosse dada a possibilidade de poder interagir com outros festivaleiros e receber informação (do promotor, marcas e outros intervenientes presentes) adaptada e atualizada desse evento consoante os meus gostos? Este é o mote da aplicação Jesbee. Procurámos saber mais, falando com um dos seus responsáveis, o Gianluca Pereyra.

 

 

APORFEST: O que é a Jesbee e o que se propõe a fazer em prol dos festivais e do engagement entre o público que os frequenta?

Gianluca Pereyra: A Jesbee é a aplicação oficial dos festivais. Com uma só aplicação, os visitantes podem obter todas as informações oficiais de cada festival quando se encontrem na localização dos mesmos, sem terem de instalar e a desinstalar diferentes aplicações. Esta comunicação acontece através de um sistema de Chat, em que o festival através de um utilizador virtual com o seu nome passa a estar em contacto direto com os seus visitantes. Criar uma aplicação para um evento pode custar alguns milhares de euros, nós providenciamos um serviço muito mais atrativo do ponto de vista financeiro e de fácil implementação.

 

Em que eventos está já prevista a vossa presença e de que forma?

O lançamento oficial foi em março onde fomos a aplicação oficial da Futurália e do Festival Village (XTravel) que foram eventos essenciais para testarmos a aplicação em diferentes contextos. Em maio vamos ser a aplicação oficial do Enterro em Aveiro e da Semana Académica de Lisboa e em agosto já temos confirmada a Pirate Week a decorrer em Armação de Pêra. Estamos neste momento em conversações com outros festivais e esperamos ter novidades em breve.

 

A utilização da vossa rede social é para o público, mas o que o promotor ou marcas ficam a ganhar com a vossa plataforma?

Os promotores passam a ter um canal próprio para comunicar com o público e as marcas passam a estar no canal mobile que podem utilizar para atribuir recompensas ao público. Desta forma, a Jesbee traz vantagens para todos os intervenientes nos festivais.

 

De que forma o vosso conceito poderá evoluir?

O nosso foco é a experiência dentro dos festivais e estamos a evoluir para disponibilizar mais funcionalidades de forma a que os promotores possam personalizar cada vez mais a sua presença na Jesbee, proporcionar uma melhor experiência aos visitantes e maior retorno às marcas parceiras.

 

Têm receio, tal como outras start-ups, que o vosso sucesso seja prematuro ou limitado no tempo? Como protegerão a vossa ideia para que ela se torne uma necessidade prolongada no tempo?

O que nós queremos é permitir uma solução aos promotores dos festivais para que estes possam manter, e atrair cada vez mais visitantes e marcas aos seus eventos. O facto de a Jesbee ser uma rede social, permite manter os visitantes na aplicação mesmo após cada um dos festivais e esta construção, tratamento e manutenção de base de dados é essencial para os eventos e marcas nas edições seguintes dos festivais.

 

Qual o papel que a APORFEST poderá ter para o vosso desenvolvimento a curto-médio prazo? 

A APORFESTpoderá funcionar como um facilitador na nossa entrada no mercado, através do contacto com os diferentes promotores de festivais em Portugal. Poder falar com os promotores, entender ainda mais as suas necessidades e vontades será uma grande mais valia que podemos tirar desta rede de associados. O plano é construir uma base sólida com os festivais em Portugal e já no próximo ano começar a proporcionar a nossa solução também para outros países.

 

Please reload

Notícias em destaque

TALKFEST'20 | Quarta vaga de oradores; Falta uma semana para o fim das candidaturas aos Iberian Festival Awards

November 13, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload