Avaliação da Sustentabilidade a caminho dos festivais. Entrevista: Cláudia Rocha (SGS)

23/06/2016

 

 

Estará presente, já neste verão, em alguns dos principais festivais portugueses, um estudo de Avaliação de Sustentabilidade que servirá para dar novos dados a promotores e todos os envolvidos nesta tipologia de eventos, que servirão para melhorar os mesmos e torná-los mais competitivos em comparação com o que é produzido a nível internacional, falámos por isso com a responsável deste estudo, Cláudia Rocha (Environment, health & safety technical Manager) da SGS.

 

APORFEST: A SGS irá avançar com um Estudo de Avaliação de Sustentabilidade dos principais festivais portugueses. Em que consiste o projeto?

Cláudia Rocha: Portugal tornou-se num grande produtor de festivais, os quais, têm um grande impacto nos mais variados stakeholders. Os critérios da sustentabilidade dos festivais têm um interesse crescente pela consciência dos próprios participantes e que impulsiona os interesses comerciais de quem investe em patrocínios. Por este motivo, a SGS considerou oportuno este estudo para que os vários intervenientes conheçam o "estado da arte".

 

APORFEST: Quais as vantagens e diferencial deste projeto em relação a outros estudos já realizados nesta área?

A sustentabilidade está demasiadamente associada a questões ambientais e ecológicas. Com este Estudo, a SGS pretende ir além e avaliar questões de âmbito social que inclui questões do avaliação do risco para os intervenientes – colaboradores, participantes, artistas, etc.

 

APORFEST: Que impacto isto poderá ter em todos os envolvidos num festival?

 Este estudo pretende fornecer informação aos diversos envolvidos, contribuindo desta forma para a reflexão estratégica dos promotores e foco na melhoria continua dos diversos critérios da sustentabilidade relativos aos festivais que organizam. Critérios estes que o público valoriza cada vez mais e que as marcas patrocinadoras estão cada vez mais atentas.

 

APORFEST: Segundo um estudo publicado, existe o cada vez maior aproveitamento de marcas e festivais na questão da sustentabilidade ou ecologia. Ou seja, a preocupação não é genuína, mas serve apenas para efeitos de comunicação. Como pode este fator ser contornado?

As organizações mais atentas já perceberam que o respeito dos consumidores é conquistado com ações concretas, realmente implementadas, medidas e monitorizadas. Quando a demonstração da “sustentabilidade” está assente apenas em comunicação, facilmente o consumidor perceciona que os compromissos são afinal “ocos”. As grandes empresas (algumas que patrocinam festivais) são sujeitas à avaliação do compromisso com a sustentabilidade através, por exemplo, do “Dow Jones Sustainability Index”. A sustentabilidade não está mais na era dos relatórios ilustrados. Hoje em dia é transformável em reputação para as organizações e consequentemente retorno financeiro. Os patrocinadores precisam de stakeholders que os auxiliem a aumentar os índices de sustentabilidade. Os promotores dos festivais de verão poderão ser um destes stakeholders

 

APORFEST: Porque é estratégico para uma multinacional como a SGS, e com larga história, estar presente na área dos festivais?

A SGS existe desde 1878 assente nos seus valores fundamentais: integridade, inovação, empreendedorismo e a paixão. São estes os valores que fazem com que estejamos sempre atentos às tendências do mercado e procuremos apresentar soluções para facilitar o funcionamento das organizações. Como líder mundial em inspeção, verificação, testes, formação e certificação, a aposta no setor dos festivais surgiu naturalmente pela relevância que já tem no nosso país. Pretendemos ser um parceiro essencial para promotores e outros stakeholders do setor.

 

APORFEST: Em que pode a APORFEST ajudar nessa presença?

Estas são parcerias estratégicas que a SGS vai fazendo com diversas entidades. Sendo a SGS competente nas diversas áreas de atuação, é importante trabalharmos com parceiros que conheçam em pormenor os setores de atividade onde pretendemos apostar. A parceria com a APORFEST pareceu-nos inevitável e o acolhimento para realizarmos este estudo em parceria foi muito bem recebido desde o primeiro momento. Desta forma complementamos competências e incrementamos sinergias.

 

Please reload

Notícias em destaque

TALKFEST'20 | Quarta vaga de oradores; Falta uma semana para o fim das candidaturas aos Iberian Festival Awards

November 13, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload