Surto de Hepatite A: começou num festival e pode propagar-se nestes

O surto de Hepatite A que tem afetado a Europa e que se diz, segundo a DGS (Direção-Geral de Saúde), se iniciou num festival de música na Holanda, está ainda sem controlo (registos de 5/7 doentes por dia em Portugal, existindo também uma forte propagação em Espanha) e que por isso, em virtude da sua facilidade de contágio já foram emitidos várias comunicações com vista a mitigar esta propagação e indicar o que podem ser comportamentos de risco, devendo existir especial atenção: ao manuseamento de alimentos; ingestão e partilha de água e outras bebidas; higienização fecal-oral.

Créditos: Diogo Cruz


Foram já diagnosticados 138 casos, calculando-se que até ao início do verão, data em que ocorrem os maiores festivais portugueses (muitos com campismo e zona de banhos associada) este surto não esteja controlado. O défice de condições sanitárias em zonas de acesso comum e o aumento de práticas sexuais preocupa esta autoridade, em virtude de se aumentar o risco de infecção por este vírus.


Certo é que as zonas de campismo dos festivais têm sido alvo de um maior cuidado e trabalho por parte dos promotores portuguesesnos últimos anos, não só para potenciar a experiência do público e novas soluções de comodidade (e.g. glamping; água quente; cozinhas) mas também para gerar a sua agradabilidade e estimulação positiva.