Artigo Científico: Cidades reguladas por eventos culturais - festivais de música em São Paulo e Lisboa

19/06/2019

A investigação do papel dos festivais de música contemporâneos é fundamental para o entendimento de todo o envolvimento e “amor” que existe em torno deste tipo de eventos. Serão as cidades que os “albergam” determinantes para o seu sucesso ou fracasso? Como é que estes eventos podem então ser ligados a fatores como o turismo, o branding das cidades, projetos de renovação urbana e outros? Existem festivais que revelam as cidades?

 

O estudo em questão mostra que determinados significados são atribuídos aos festivais culturais dependendo da cidade em questão.  Questiona quais são os diferentes papéis desempenhados pelos festivais da sociedade contemporânea atual. A Virada Cultural, em São Paulo, e o Vodafone Mexefest, em Lisboa, foram os casos de estudo selecionados pelo autor, Paulo Nunes que esteve também no último Talkfest a apresentar este artigo.

 

Quais são as cidades relevantes de serem analisadas num contexto imagético? Cidades caracterizadas como porosas, inacabadas, dinâmicas, múltiplas, controversas, confrontantes. Serão Lisboa e São Paulo assim? Cidades completamente vividas, moldadas e remodeladas pela sociedade dia após dia nas mais diversas circunstâncias que as compõem, para um espaço urbano continuamente criado e recriado.

 

Créditos: Mexefest

 

 

O autor fala no facto de ambos os festivais serem ilustrativos de exemplos de duas formas urbanas diferentes, mas de interessante design e modelos de produção que foram consagrados e replicados em todo o mundo nas últimas décadas. Foram escolhidos com base na sua capacidade de estabelecer diálogos com diversos temas como a nível de turismo, design e processos de construção, como falado anteriormente.Os dados foram recolhidos em ambos os festivais com uma abordagem qualitativa, ao Mexefest em 2016 (25-26 novembro) e à Virada Cultural, em 2017 (20-21 maio). A temática da pesquisa cultural de festivais é essencialmente polissémica, ou seja, que pode ter e tomar vários caminhos. Além de (ainda) serem tratados como eventos isolados de arte e cultura, os festivais de música estão continuamente a tornar-se grandes mediadores dos centros urbanos como Lisboa e São Paulo. A cultura e desenvolvimento a nível económico têm sido surpreendentes, e por exemplo festivais que sejam projetados com o intuito de integração comunitária recuperam e ampliam um importante sentido político das celebrações coletivas, especialmente se se falar em cidades com grandes cruzamento de indivíduos de raças ou de etnias diferentes, como são os casos de Lisboa e São Paulo.

 

Palavras-Chave: Cultura, Cidade, Festivais, Festivais de Música, Atividades Culturais

 

 

*Este e os mais recentes artigos científicos originais estão disponíveis aos associados na área reservada.

Please reload

Notícias em destaque

Iberian Festival Awards 2020 | Candidaturas terminam amanhã. Saiba a que categorias se pode submeter

November 21, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload