"Onde as palavras falham, a música fala"

O Dia Mundial da Música foi instituído em 1975 pelo Conselho Internacional da Música, instituição da UNESCO, com o objectivo de promover a paz, a amizade e ligação entre povos através da música.

A “Arte das Musas”, de onde provém a palavra música, é considerada por muitos uma arte que desenvolve a mente humana e o raciocínio, facilita a concentração e promove o equilíbrio e bem estar. Mas mais que isso a música é a arte comum a todos os povos e “onde as palavras falham, a música fala”, já dizia Hans Christian Andersen.


Não há linguagem mais universal que o som, o ritmo e a música. Hoje, em Portugal, acontecerão uma série de concertos e atividades formativas (a maioria de entrada livre) que celebram este dia dedicado a esta arte.


Angra do Heroísmo / Biblioteca Pública

- Apresentação Livro “Tomás Borba na História da Música Portuguesa do Séc. XX Modernidade e Tolerância

Cascais / Auditório Senhora Boa Nova

- Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras

Coimbra / Salão Brazil

- Workshop por Paula Nozzari

- Fórum de debate Jazz

- Sumrrá

Coimbra / Pavilhão de Portugal

- Orquestra Clássica do Centro

Lisboa / Estação Alto dos Moinhos

- Exposição “Sax Inspiration, Melodies Graphiques”

Lisboa / Museu do Fado

- Cristina Águas com Pedro Moutinho

Lisboa / Museu da Música

- Pavel Gomziakov

Porto / Casa da Música

- Coros de alunos do ensino vocacional de música a atuar