Artigo Científico: A Experiência do Consumidor em Festivais de Música de Nicho (Neopop, Med, Voa Fes

As potencialidades dos Festivais de Música enquanto oportunidades de relacionamento com os consumidores têm atraído ao longo dos últimos anos a atenção e interesse das marcas, dos negócios e das empresas. A audacidade, a visão e a própria evolução do Marketing tomaram conta deste fenómeno social que atraí cada vez mais pessoas de diferentes contextos e que se juntam todas num mesmo espaço na ideia de satisfazer um mesmo objetivo: experienciar algo novo, distinto e memorável.

O crescimento em escala e em número dos festivais de música é notório e as alianças que estes estabelecem com as ferramentas do marketing concluem um "acordo de cavalheiros" entre duas entidades que procuram, independentemente da natureza dos seus objetivos, entregar aos consumidores experiências com os quais eles se identificam e com as quais eles sintam que foi acrescentado valor. Mais que um espaço que alberga em si vários concertos de diferentes ou semelhantes artistas, os festivais de música apresentam-se hoje ao mundo como uma oportunidade imperdível de sentir e viver algo novo. Mas, justamente, aquilo que se experiencia nos festivais de música, fora e dentro das fronteiras nacionais, depende de diversos fatores endógenos e exógenos.

A presente investigação tem como objetivo perceber quais são os fatores que influenciam a experiência do consumidor em festivais musicais de pequena e média dimensão (portugueses) e se há diferenças entre esses festivais de acordo com o género musical que os caracteriza.


Créditos: Tiago Pereira (Nos Primavera Sound 2017)


Para o efeito, analisaram-se os seguintes festivais de nicho: NEOPOP Electronic Music Festival, Reverence Valada, Milhões de Festa, VOA Fest, Festival MED e Festival de Jazz de Viseu.


Através de um método quantitativo realizámos um inquérito por questionário a 250 participantes destes seis festivais, selecionados por conveniência. Os resultados obtidos e analisados quantitativamente demonstram que existem quatro fatores que moldam a experiência do consumidor nos festivais de pequena e média dimensão e que há, de facto, diferenças entre esses fatores tendo em conta o género musical presente em cada festival.


Palavras-Chave: Experiência do Consumidor, Festivais de Música, Marketing de Experiência, Festivais de Pequena e Média Dimensão, Públicos, Género Musical


André, I. (2017). A Experiência do Consumidor em Festivais de Música de Nicho: Fatores que Influenciam a Experiência do Consumidor em Festivais de Música de Pequena e Média Dimensão (Disparidades entre Públicos de Diferentes Géneros Musicais), ESCS.

*Este e os mais recentes artigos científicos originais estão disponíveis aos associados (modalidades: profissionais e empresa/festival) na área reservada.


Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Procura por Tags
Nenhum tag.
Segue-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE FESTIVAIS DE MÚSICA

Escritório:

Instituto para a Investigação Interdisciplinar | Av. Prof. Gama Pinto 2, 1649-003 Lisboa

 

Telefone: (+351) 217904720

 

E-mail: aporfest@aporfest.pt

www.aporfest.pt

www.facebook.com/aporfest

 

PRÉMIOS, JÚRI & RECONHECIMENTOS

EVENTOS

TF20Prancheta 8.png
IFA2020LOGOSPrancheta 4.png

PROMOTOR

PORTUGUÊS

PRESENÇA & PARCERIAS

46912839_1924384724347850_63050027950030
BIME-PRO-logo-nuevopb.png
expo-sync-lisboapb.png

© 2014-2020 APORFEST