Será para breve o fim do uso das câmaras dos smartphones em concertos?

Um dos problemas que foram aparecendo nos concertos ao vivo, com o evoluir da tecnologia e apropriação cada vez mais individual da mesma, foi o aumento do número de pessoas que parecem não querer ver o concerto/espetáculo, parecendo preferir vê-lo (e partilhá-lo) através de um ecrã (quando têm a realidade à sua frente) enquanto seguram o telemóvel no ar e bloqueiam a visão das pessoas que estão atrás e que querem realmente ver o concerto como uma experiência total. Quem nunca passou por esta situação?


Para além dos espetadores ficarem incomodados, também os artistas demonstram a sua frustração, como é o caso de Adele que interrompeu um dos seus espetáculos da sua mais recente tour para pedir a uma espetadora que parasse de filmar. Disse a artista, “quero dizer para aquela senhora parar de me filmar com a câmara. Eu estou mesmo aqui na vida real, pode baixar o tripé? Isto não é um DVD, é um espetáculo real. Gostava imenso que desfrutasse do meu concerto porque há muitas pessoas lá fora que não conseguiram entrar”.

Outro exemplo, mediático, aconteceu com a banda Savages que deixaram uma nota aos seus espetadores num dos concertos na cidade de Toronto (Canadá).