OPINIÃO: NFC em festivais - uma combinação ideal

O mundo dos festivais de música tem sido, nos últimos anos, alvo de uma revolução tecnológica que tem modificado a forma como se criam e vivem estas experiências. O nome da revolução? Tecnologia RFID / NFC (Near field communication - é por sua vez um subtipo específico de RFID - identificação por radiofrequência). Esta tecnologia contactless, que no universo dos festivais assume a forma de uma pulseira personalizada (que possui um pequeno chip integrado), traz vantagens não só para os festivaleiros mas também para a organização, otimizando os diversos processos que, no seu conjunto, constroem a experiência do festival.


Um exemplo recente desta inovação tecnológica posta em prática foi noo festival Being Gathering 2017, que recorreu a pulseiras NFC e ao serviço beamian - Digital You, na sua vertente Music Festivals Edition, onde se garantiu o fornecimento do serviço end-to-end, incluindo a criação e produção das pulseiras e sua integração com o sistema, e facilitou a entrada de milhares de pessoas com transição de bilhete em papel para a pulseira à entrada do evento. Durante o evento, geriu o controlo de acessos às diversas áreas do festival e outras funcionalidades como a gestão de consumos do staff.



a) O Público agradece

Para os visitantes de festivais, o objetivo é simples - aproveitar ao máximo a duração do evento com o mínimo de preocupações. Com essa máxima em mente para o Being Gathering, que é acima de tudo um evento de bem-estar, música e sustentabilidade, o beamian pôs na mesa o melhor do NFC.

Entre as vantagens que o serviço trouxe aos festivaleiros, podemos contar: entradas mais rápidas e filas mais curtas, dando-lhes mais tempo para apreciar o festival e explorar o espaço; circulação facilitada no recinto, visto que o chip da pulseira está associado à identificação da pessoa e às áreas a que tem acesso; uma segurança acrescida, pois a pulseira tem um fecho de uso único que diminui consideravelmente a probabilidade de ser perdida ou roubada e o chip permite ainda a localização de pessoas no recinto; e também durabilidade, visto que as pulseiras em tecido têm uma resistência superior a um bilhete em papel e duram até depois do evento, tornando-se num símbolo de orgulho que muitos festivaleiros colecionam até nos seus pulsos. Uma funcionalidade que se revelou de grande importância no Being Gathering foi a localização de crianças, tendo havido vários crianças localizadas no recinto com recurso ao chip da sua pulseira.


Paralelamente, os organizadores do evento beneficiaram também de uma panóplia de vantagens que lhes permitiram agilizar processos, otimizar a experiência dos visitantes, e obter várias informações sobre o evento que lhes permitirão melhorá-lo cada vez mais.


b) Redução de custos e gestão facilitada


Graças à existência de um ponto único de controlo, bastando um toque da pulseira no leitor para facilitar a entrada no festival e outras áreas do mesmo, o fluxo de visitantes foi otimizado e os custos reduzidos, sendo necessárias menos despesas a nível de recursos humanos e meios necessários para a entrada no recinto.


Com a criação de pulseiras diferentes para público e staff, foi possível gerir facilmente os consumos de todo o staff, substituindo as tradicionais senhas por um controlo digital - os créditos incluídos nas pulseiras podiam ser trocados por refeições e snacks. Outra possibilidade da tecnologia é organizar um evento verdadeiramente cashless, ao criar uma zona onde os festivaleiros possam carregar previamente dinheiro nas suas pulseiras e efetuar compras dentro do recinto de forma muito mais rápida e sem terem de se preocupar com a possibilidade de perderem o dinheiro ou este ser roubado.