4 exemplos de festivais que se moldaram ao rock mais pesado para receber mais público

11/07/2018

Nos últimos anos tem-se assistido à diminuição de festivais com um alinhamento puramente dedicado ao Rock em detrimento do conceito Hip-Hop ou Eletrónico, nomeadamente em festivais com maior balanceamento comercial. Da mesma forma, festivais de menor dimensão em termos de público afinaram as suas estratégias após as primeiras edições e colocaram nos seus cartazes sonoridades de rock mais pesadas ou mesmo de metal para conseguirem ter mais público presente nos seus recintos - público mais fiel, que vem em grupos e que consome também mais a nível de bar. Deixamos abaixo quatro exemplos:

 

a) Gerês Rock Fest (27-28 julho - Artistas principais: Moonspell | Linda Martini)

Em 2018, acontece a 2ª edição do festival e este tem o primeiro dia dedicado a o Metal, com bandas nacionais e de Espanha. Uma opção que permitiu ter um custo de contratação artística nos moldes da edição inaugural mas que, em virtude, de bandas com menos aparições anuais ou eventos de entrada livre poderá desencadear uma maior adesão num recinto inserido num habitat natural.

 

b) Laurus Nobilis Music Fest (26-28 julho - Artistas principais: Septic Flesh | Dark Tranquillity)

A 1ª edição recebeu os internacionais The Waterboys e artistas de música popular como Augusto Canário, um festival que era dirigido para a família mas que ao concorrer com eventos de entrada livre nas localidades próximas do recinto deitavam a perder o seu avulatado investimento. O festival foi paulatinamente afinando a sua estratégia e percebendo que era quando tinha bandas de rock alternativo ou metal que tinha maior adesão. A edição do ano passado foi a de maior sucesso o que levou a que este ano o festival seja uma referência para o público metal em Portugal e assim captar também público de Espanha através de um alinhamento composto por algumas bandas internacionais.

 

c) Rodellus (19-21 julho - Artistas principais: The Cosmic Dead | Mother Engine)

Vai para a sua 3ª edição consecutiva e tem conseguido ter uma maior envolvência sustentável - "música urbana em cenário campestre", até em virtude da tipologia do seu recinto e por ter um alinhamento com cada vez mais bandas de rock ou metal ao invés de bandas de cariz indie.

 

d) WoodRock Festival (19-21 julho - Artistas principais: Ecstatic Vision | Planet of Zeus)

De todos os exemplos aqui referidos este é o que tem mais edições cumpridas, iniciando a sua ocorrência ainda numa altura de menor fulgor económico no país e com menor concorrência direta entre festivais. Conseguiu subsistir e hoje tem mais dias na sua edição, mais bandas e com proveniência de diferentes países europeus. É um festival com uma sonoridade que mistura várias escalas do rock e que tem já uma legião de seguidores importante que valoriza o seu conceito mesmo sem se saber o que os produtores reservam para o seu alinhamento.

 

 

Please reload

Notícias em destaque

TALKFEST'20 | Quarta vaga de oradores; Falta uma semana para o fim das candidaturas aos Iberian Festival Awards

November 13, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload