Gestão de artistas no mundo da música – mudança de estratégias para uma área em mudança (artigo científico)

12/07/2019

Atualmente, a gestão artística de artistas musicais tem um significado bastante diferente do que foi há alguns anos atrás. A digitalização, tal como em outras indústrias, mudou e reformulou profundamente o panorama da música (pelo menos a partir da última década). A indústria teve que sofrer obrigatoriamente uma mudança drástica. A queda da venda de álbuns físicos, o aumento da necessidade de novas experiências num contexto de música ao vivo e a digitalização dos artistas através de plataformas como o Youtube ou o Spotify provocaram por consequência também uma mudança no modo da gestão dos mesmos.

 

O número de seguidores nas redes sociais, o número de views no Youtube ou o número de partilhas atualmente são dados importantes que ditam o sucesso ou o fracasso do artista agenciado. Para conseguir tudo isto é necessária uma gestão eficaz por parte das agências de booking e management. Como é que mudou então o trabalho de um agente desde que a digitalização “tomou de assalto” a indústria da música?

 

Créditos: Aporfest (Hares Pascoal / João Azevedo)

 

No estudo em análise foram realizadas entrevistas a profissionais da indústria musical e aplicada a teoria de gestão generalizada para analisar o funcionamento desta área profissional. A partir dos seus resultados foram delineadas algumas semelhanças e diferenças entre a indústria da música e outras indústrias semelhantes no que concerne à gestão de talentos.

 

Quais são os requerimentos para um bom manager? Diferenciando-se de outras indústrias, a indústria musical é focada numa relação bastante pessoal entre o manager e o agenciado. Todo o processo da criação de tal relação é algo que tem que ser constantemente trabalhado, de forma a criar uma empatia e proximidade. Apesar da proximidade com o modelo de gestão comum, a gestão artística não segue a maioria das “regras” que podem ser consideradas pré-estabelecidas em outros modelos de gestão. A melhoria da carreira dos artistas que albergam “debaixo da sua asa” é um importante motivador e a principal ideologia que seguem no seu método de trabalho.

 

Palavras-Chave: Digitalização, Gestão artística, Proximidade, Mudança

 

 

*Este e os mais recentes artigos científicos originais estão disponíveis aos associados (todas as modalidades) na área reservada.

Please reload

Notícias em destaque

Iberian Festival Awards 2020 | Candidaturas terminam amanhã. Saiba a que categorias se pode submeter

November 21, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload